02 outubro 2008

Chá das cinco e lá vai fogo

Uma série de sonhos me perturbou durante a última noite.

Em um deles eu discutia com um inglês sobre a utilidade da "mão inglesa" para se dirigir.

Explicava para ele que uma rua no centro da cidade, no bairro do Bom Retiro, tinha a tal mão. E que seu acesso era horrível, afinal, o lado esquerdo da via serve para ir, e não para voltar como é usada habitualmente.

A rua em questão é a Ribeiro de Lima, próximo ao Parque da Luz.
Ela foi criada pelos operários ingleses que criaram a malha viária paulistana e estavam ali no Bom Retiro em uma vila (onde ainda resiste uma casa em pé entre a Rua Prates e a Afonso Pena) para finalizar a linha da Luz.

Ainda é possível ver uma vila inteira na Rua Mauá, 836, Bairro da Luz, que fica numa travessa da Avenida Tiradentes e outra na Rua Vinte e Cinco de Janeiro, mas essa em estado de deterioração. Elas beiram a linha do trem, para facilitar a chegada dos operários na época...

Enfim...depois disso fomos tomar chá, e eu claro café.
Afinal não é todo dia que o James vem nos visitar.

Salutatio!

Um comentário:

O Fabrício ohohohoh disse...

Ok

E o que tem de relevância

huahauahauhaua

Só para zuar um pouco!

Tb tenho blog cabeção