28 janeiro 2009

Eu fico...

...desconfiado quando vejo alguns colegas de profissão sairem para coberturas.

Parece mó fácil ser jornalista. Hoje um caso espantou esta blogagem, uma determinada profissional ia para a cobertura X, levando consigo seu bloquinho, sua caneta e...só.

Oras bolas, como ela vai fazer pra tirar as películas fotográficas?
Claro que ela estava munida de um super celuleiro, mas porra! Que jornalista é essa?
Tudo bem que eu faço algumas, muitas, coisas nas coxas. Mas, ela é formada, anos de carreira, que não sei se é competente, afinal se fosse tanto assim estaria num veículo do vero...

Mas eu tentei levar essa situação para outra profissão. É como se o engraxate levasse guache no lugar de graxa, ou a professora de português esquecesse o livro e começasse a contar histórias da carochinha!

Ou sei lá, o cozinheiro esquecesse o tomate e fizesse a salada com maçã!

Enfim...

Eu fico muito desconfiado com esse povo. POrque afinal, nosso nome está na parada, na linha de tiro...Ah quer saber, eixa eles.

É como diria o velho ditado "Não importa de quem é o enterro, EU QUERO É CHORAR!!"

Salutatio!

3 comentários:

Déia Félix disse...

Sua "amiga" é um gde exemplo para nós hehe

Bruna. disse...

pois é, por essas e muitas outras que eu desisti da profissão. hahaha

Camila Caringe disse...

Fotografar e escrever é acúmulo de função. Vide legislação.